Seja bem-vindo(a), Faça login

Gérard Bertrand

O grupo Gérard Bertrand é a liderança de uma viticultura comprometida com um futuro melhor liderada por seu fundador, o viticultor homônimo. Com os vinhos biodinâmicos de referência do Languedoc, a vinícola possui grandes vinhos que refletem todas as nuances de seu terroir. Reconhecido por seu grande talento na escolha de cortes e também por sua audácia e criatividade, ele e suas equipes trabalham para fazer os vinhos do sul da França brilharem no mundo inteiro. Gérard Bertrand, desde muito cedo, se convenceu de que a viticultura em harmonia com a natureza é a melhor forma de revelar a tipicidade de um terroir e de produzir grandes vinhos. Em 2002, embarcou no caminho da biodinâmica na Cigalus. Este método de cultivo reforça o equilíbrio da videira e seu ambiente. Isso reforça a abordagem de qualidade que foi iniciada há quase 30 anos. Hoje, dentro do grupo, 300 pessoas trabalham para revelar os grandes vinhos desta região. Uma vinha em excelente estado de saúde, um ambiente preservado e vinhos magnificados demonstram a relevância desta abordagem.

Excelência compartilhada com uma equipe de qualidade, dedicada a essa busca e ao alcance de grandes objetivos. Produzir grandes vinhos exige paciência, maturidade e muito rigor, mas também a partilha da mesma visão com a equipe. Também requer uma boa dose de intuição para revelar a alma do terroir. Dominar as diferentes etapas, desde a colheita ao engarrafamento, passando pela vinificação e maturação: não ter medo dos “mil e um detalhes” que levam à excelência. Em 2012, Gérard Bertrand foi nomeado Red Winemaker of the Year, o mais prestigiado de todos os concursos e prêmios internacionais para os melhores vinhos e enólogos do mundo. Ganhou 46 prêmios e 2 troféus por seus vinhos em concursos.

Importante ressaltar que a vinícola possui ainda as seguintes certificações:
– Selo Sem Adição de Sulfitos: os sulfitos são utilizados para proteger o vinho de oxidação e fizeram parte da vinificação desde a época romana. Todos os vinhos contém naturalmente uma pequena quantidade de enxofre, produzindo sulfitos durante o processo de vinificação. Com as uvas saudáveis e técnicas de vinificação corretas, os vinhos podem ser produzidos sem adição extra de sulfitos.
– Selo Vegano: no processo de finalização do vinho, ele passa por um processo de clarificação, para melhorar seu brilho, aroma e sabor. Um vinho é considerado vegano quando esse processo de clarificação não se utiliza de produtos de origem animal e, no lugar, utiliza-se argila calcária, caulina ou ainda proteínas vegetais.
– Selo Bee Friendly: essa é uma certificação europeia que visa identificar e promover práticas agrícolas que garantam o bem estar dos polinizadores. As abelhas são verdadeiros indicadores de qualidade do meio ambiente e desempenham um papel essencial na agricultura e na biodiversidade através da polinização. Para obtenção da certificação, exige-se a instalação de colmeias, proíbe a pulverização de produtos nocivos e envolve o monitoramento da atividade das abelhas para verificar a qualidade do ambiente na vinha.