Saúde

Benefícios do vinho para a saúde!

Você sabia que o vinho traz muitos benefícios para a sua saúde?

Existem mais de 2.000 estudos científicos que comprovam que a ingestão moderada e regular de vinho traz muitos benefícios para a saúde. Esses benefícios se dão principalmente pela presença de várias substâncias nas uvas como os polifenóis como o resveratrol que é um poderoso antioxidante, os taninos, as cumarinas, os flavonóides e os ácidos fenólicos. Essas substâncias estão presentes nas cascas e nas sementes das uvas, e quanto mais escuro for o vinho, maior será a quantidade de polifenóis.

Agora vamos falar dos principais benefícios dos vinhos para a sua saúde:

  1. Escudo natural: o vinho cria um escudo natural no nosso organismo. Segundo pesquisas da Sociedade Europeia de Cardiologia, uma taça por dia já diminui em 11% o risco de infecção por bactérias que causam uma série de doenças como: úlceras, gastrite, infecções e até alguns tipos de câncer;
  2. Ótimo para ossos e veias: Duas taças de vinhos por dia (uma com cada refeição), fortalece os ossos, veias e artérias, prevenindo muitos problemas que podem surgir com a idade como osteoporose, artrites e varizes;
  3. Está tentando engravidar? Tome vinho! O Centro de Ciência Epidemiológica Dinamarquês fez um estudo com 30 mil mulheres e constatou que beber vinho regularmente diminui em quase um terço o tempo de espera dessas mulheres para engravidar;
  4. Vinho engorda? A pergunta mais polêmica de todas. Afinal, vinho engorda ou não? Infelizmente engorda sim, uma taça de vinho possui aproximadamente 175 calorias, porém o vinho ainda é a melhor opção dentre outras bebidas alcoólicas, por ser o que apresenta menos calorias, se bebido moderadamente, é claro. Além disso, é a bebida que menos se transforma em gorduras localizadas. O que engorda no vinho é, na verdade, o açúcar que não se transforma em álcool durante a fermentação (açúcar residual). Portanto vinhos com maior teor de açúcar residual (como os vinhos de sobremesa, os suaves e os espumantes moscatéis) são os mais calóricos;
  5. Efeito relaxante: Segundo a escola de medicina da Universidade de Boston, beber vinho com moderação leva a resultados melhores em testes de habilidade, emoção e mobilidade na meia idade, sem contar que melhora o humor e proporciona noites mais relaxantes;
  6. Benefícios para o coração: O resveratrol diminui a produção de colesterol ruim, e aumenta a produção do bom colesterol.  Além de relaxar os vasos sanguíneos e diminuir a pressão arterial. Também diminui os níveis de açúcar no sangue, o que previne a diabetes. Outro benefício é seu efeito anti-trombótico, antioxidante e inibidor da agregação plaquetária que previne o desenvolvimento de trombose, derrame e AVC. Você sabia que as taxas de doenças cardíacas na França, por exemplo, são muito baixas? Muitos especialistas acreditam que isso ocorre em função do consumo diário de vinho tinto pelos franceses. Outro estudo foi realizado com adultos por 4 semanas. Eles tiveram que beber de 1 a 2 copos de vinho tinto diariamente. Os resultados observaram um aumento em torno de 16% nos níveis de HDL (bom colesterol) em comparação aqueles que só tomavam água;
  7. Benefícios para os olhos: De acordo com o Departamento de Oftalmologia da Universidade de Udine, a ingestão moderada de vinho deixa mais lenta a degeneração da retina e ainda previne os riscos de cegueira;
  8. Memória: O vinho ajuda a preservar a memória na terceira idade. De acordo com o setor médico da Universidade do Arizona, isso acontece porque o vinho previne o sangue de coagular e reduz a inflamação dos vasos, ambos relacionados ao declínio da memória. Inclusive vários estudos científicos publicados nas últimas 3 décadas apontaram a ligação entre ingestão de polifenóis contidos nos vinhos, à redução nas chances de se desenvolver demência e Alzheimer;
  9. Aumenta o desejo e satisfação sexual: Uma pesquisa publicada no The Journal of Sexual Medicine, realizada com 800 mulheres italianas, concluiu que quem consome 2 taças de vinho por dia, apresenta aumento no nível de desejo e satisfação sexual. Isso ocorre porque os compostos do vinho tinto aumentam o fluxo de sangue em áreas específicas do corpo;
  10. Melhora a digestão, pois aumenta a produção de suco gástrico, estimula a vesícula e melhora a digestão do carboidrato.

Ah, mas o suco de uva também proporciona esses benefícios? Sim, porém, o álcool presente no vinho aumenta a absorção dos compostos benéficos das uvas, além de conter uma maior concentração de polifenóis.

Os vinhos brancos também fazem bem à saúde, porém a quantidade dos polifenóis é muito maior nos vinhos tintos, pois esses vinhos em seu processo de produção ficam em contato direto com as cascas, que conferem a cor e os taninos, sendo que nos vinhos brancos após a maceração, as cascas e as sementes são removidas antes da fermentação.

E sabe o que é mais legal? Segundo uma pesquisa realizada pelo laboratório Lavin, os vinhos da Serra Gaúcha (Caxias do Sul, Flores da Cunha. Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Farroupilha e Vale Trentino), possuem 3,5 vezes mais resveratrol que rótulos sul-americanos e europeus. A concentração maior desse polifenol se dá em função do tipo de solo dessa região. Como o solo da Serra Gaúcha é muito úmido e inóspito para o cultivo de uvas tintas, as videiras “sofrem” mais para se desenvolverem, e isso produz vinhedos mais fortes que geram uvas com maior concentração dos polifenóis em suas cascas e sementes. Outro ponto, essa análise mostra que a maior concentração do resveratrol independe da casta das uvas, o que importa realmente é a região onde são plantadas. Portanto qualquer vinho da Serra Gaúcha que você tomar terá essa característica. Os vinhos da linha Arbo da Casa Perini entraram nesse estudo, e olha que maravilha, com um vinho de baixo valor (R$ 32,90 aqui na loja), vocês tem um produto de boa qualidade para o dia a dia e que traz MUITOS benefícios a sua saúde!

Muitos benefícios né pessoal? Só tem um porém, muito importante. Todos esses benefícios só são observados com o consumo moderado de vinho, que é de uma taça por refeição, ou seja de uma a duas taças (no máximo) por dia. Acima disso, o vinho, como qualquer outra bebida alcóolica, traz prejuízos à saúde e pode causar dependência, certo?

Voltar para lista

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.